Para a Minha filha que nasceu do coração…

Por onde começar…. Ser mãe é maravilhoso, é bom para o coração, para alma e para vida…

 

Quando eu lhe conheci você já havia nascido, já tinha mãe (e do tipo maravilhosa preciso informar) …

Como imaginar que uma filha nasceria do meu coração e não da minha barriga?

No início foi tudo confuso, não sabia direito quem você era, como lhe amar, se você me amaria ou se nós no amaríamos de fato ….

E tudo foi aos poucos acontecendo, uma filha que não era filha, a palavra madrasta parecia ser ouvida de um megafone de loja em liquidação, dita por todos no entorno.
Dita até por nós duas…

Mas a cada sorriso, em cada palavra você me encantava, com a licença da sua verdadeira e incrivelmente mãe, que nos abençoou desde o nosso primeiro momento, eu tinha a permissão de lhe fazer mais minha…
E se passaram 13 anos deste nascimento, da nossa amizade.
Hoje aos 15 anos de idade, é a filha que mais se parece comigo…Gostamos das mesmas coisas, pé de manga do clube que o diga…

Para todas as mães …
Para todos aqueles (madrastas, padrastos, avós, tias, madrinhas, padrinhos…) que receberam seus filhos do mesmo jeito que dentro do ventre…

Parabéns…Da sua madrasta, amiga, tia, mãe ou qualquer coisa que só nós podemos rotular…

Te amo

Ah! O ensaio foi inspirado nas divas do cinema, dos filmes românticos que tanto nossa princesa gosta, e a produção foi da talentosa Barbara Faya.
01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11